quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Um Feliz 2011 para todos


Vésperas de ano novo…os mesmos gestos de sempre… renovam-se os votos de felicidade junto dos amigos, entopem-se as redes móveis com mensagens carregadas de frases feitas, quase sempre impessoais e repetidas vezes sem conta, ultimam-se as compras para a ceia de reveillon, numa azáfama aos supermercados que arrepia, correm-se as lojas em busca de uma toilette especial, se a noite for de gala…Procura-se uma festa freneticamente, na ânsia do divertimento…porque passagem de ano requer festa e felicidade! E por todos estes motivos temos de estar sempre felizes no dia 31 de Dezembro. É por isso que detesto as passagens de ano. Se pudesse passava directamente para o dia 1 de Janeiro sem passar pelo dia 31, embora eu como todos os mortais proceda aos mesmos rituais mundanos…Mas, não sei há sempre qualquer coisa que me agoniza nesse dia, talvez a pressão para estar exultante, a rejubilar de alegria ou o peso de sentir que não alcancei algumas das metas estabelecidas para o ano que termina. Mas tudo isso faz parte do processo!
Talvez o que me agrade mais nesta coisa da passagem de ano seja a promessa de mudança do costume. Nesta altura todos nós ansiamos por poder mudar alguma coisa na nossa vida e se possível para melhor. Brindemos a essa mudança positiva que nos move e nos faz acreditar que ela é possível, ainda que tenhamos tudo contra nós, a crise financeira, a falta de valores que nos cerca nos gestos do quotidiano, a carência de recursos, a inércia que nos habita … Que essa mudança nos torne mais solidários, mais conscientes das necessidades do outro à nossa volta, nos faça sentir uma pessoa melhor e mais íntegra, nos traga beleza, estabilidade emocional e económica à nossa vida! Que cada um faça os seus próprios votos de mudança e faça o caminho para os cumprir! Quem não precisar de mudar nada na sua vida considere-se um bem-aventurado… ou então é um irreflectido!
Um feliz 2011 para todos! Que consigamos realizar os nossos ideais e materializar alguns dos nossos sonhos.