quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008


Ontem fui ao teatro de Almada ver a peça «Feliz Aniversário» de Harold Pinter, o famoso e galardoado dramaturgo. Em Almada está a decorrer a 12ª Mostra de Teatro e até ao fim do mês há muitas peças para ver, em vários espaços de Almada
Esta peça apesar de tudo, deixou-me um pouco perplexa, por ser demasiado ambígua, nada estava definido, ninguém era bom, nem inocente... foi com uma sensação estranha que saí da sala de espectáculos. Ainda assim, penso que valeu a pena ter assistido, nem que seja para tomar conhecimento de uma das peças mais famosas de Pinter e da complexidade da sua obra.

«(…) representa sobretudo um exercício inteligente sobre a violência e a complexidade das relações humanas. Nesta trama de pessoas imperfeitas, complexos de culpa e conflitos emocionais, o autor inglês , galardoado com o Prémio Nobel da Literatura em 2005, consegue ampliar a profundidade emocional, permitindo uma dissecação minuciosa da idiossincrasia humana através do drama e da comédia.»
Interpretação: Eugénia Bettencourt, António Pedrosa, Karas, João D ´Ávila, Paulo Diegues, Alexandra Sargento.
Encenação, cenografia e iluminação: Karas
Figurinos: Tânia Franco
Canções (The Mountains of Mourne e Come Back Paddy Reilly to Ballyjamesduff): Percy French
Luz e som: Roger Oliveira
Fotografia de Cena: António Coelho
Grafismo: People Design
Produção Executiva: António Rodrigues
Produção: Ninho de Víboras – Associação Cultural

Sem comentários: