sábado, 20 de fevereiro de 2010

Conclusão do Ateliê de Arqueologia Experimental

No âmbito do Seminário dedicado à Olaria Romana, concluiu-se hoje o ateliê de Arqueologia Experimental, que funcionou junto à Olaria romana da Quinta do Rouxinol (Corroios). Neste ateliê, tal como já foi documentado no post anterior, foi possível observar a execução de cerâmicas romanas, assim como o processo de enfornamento das peças. Hoje assistimos ao desenfornamento no forno, construído no mesmo local, o qual teve como modelo um dos fornos romanos aí preservados.
Este ateliê contou com a colaboração de uma equipa do Departamento de Arte, Conservação e Restauro do Instituto Politécnico de Tomar, o qual procedeu à monitorização da temperatura no interior da câmara da cozedura, ao longo do processo. Para isso colocaram termopares que permitiram acompanhar as flutuações de temperatura.
A abertura do forno foi recebida pelos participantes com entusiasmo e palmas, até porque se provou que a fornada foi um enorme sucesso. Aqui ficam alguns dos registos visuais desse momento que captei.
Sem dúvida, mais uma interessante iniciativa do Ecomuseu Municipal do Seixal.

Sem comentários: